A importância do Controle de Versões

A importância do Controle de Versões

Versionamento, não dá para trabalhar sem ele

Quais as vantagens, limitações e principais diferenças entre os 3 principais sistemas de versionamento?

Vamos falar do Git. O que é o Git?

“É um controle de versão bastante diferente do cvs e svn, pois o modelo de versionamento é descentralizado (não há exatamente um fluxo central, e quando ele existe, não deve ser alterado, recebendo apenas merges de outros fluxos de desenvolvimento) e o envio de arquivos é em duas fases:

Commit, fase em que as alterações são armazenadas apenas localmente;
Push, fase em que as alterações são enviadas para um servidor que concentra todos os conjuntos de alterações (chamados de changesets) que podem ser recombinados entre si livremente.
Como o git não é um servidor de arquitetura linear, é ideal para projetos em início de desenvolvimento em que conflitos são comuns e funcionalidades são desenvolvidas em separado. O processo de merge é o mais completo e tolerante dentre os três.” Fonte: Cigano Morrison Mendez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *